Posts tagged turismo
SMART CITY CONGRESS & EXPO NA COLÔMBIA: TURISMO INTELIGENTE EM MEDELLÍN

Por não saber o que fazer em Medellín, muita gente deixa a cidade de fora de seu roteiro pela Colômbia. Eu mesma quando trabalhei em Bogotá em 2009, aproveitei para conhecer o que? Obviamente Cartagena e San Andrés! Não conheci Medellín e nem pensei nisso como uma possibilidade.

Medellín, com um passado violento, já foi a cidade mais perigosa do mundo nas décadas de 80 e 90, mas em um período de 20 anos renasceu das cinzas, sendo hoje considerada uma das cidades mais inovadoras e agradáveis da América Latina. A cidade está na moda e, uma vez na Colômbia, conhecê-la é obrigatório para qualquer viajante.


Biblioteca EPM - foto: Câmara de Comércio de Medellín

Biblioteca EPM - foto: Câmara de Comércio de Medellín

 A cidade tem pouco mais de 2,2 milhões de habitantes e um clima agradável todo o ano. É a segunda cidade mais importante da Colômbia e um dos lugares com maior oferta turística do país. Por isso é considerada a Cidade da Eterna Primavera.

Muitos dos turistas que vão até Medellín hoje, estão atrás de uma das duas coisas, mas podem interessar-se por ambas, tendo em vista a profusão de filmes e seriados que ressaltam o passado sombrio da cidade:

Para mim, mais importante é ver as inovações que o Projeto Urbano de Medellín incorporou à cidade, que rendeu prêmio internacional por sua transformação urbana em 2016, sendo eleita a mais inovadora do mundo. Medellín é a única cidade colombiana a ter um sistema de metrô e a ele são conectados bonde elétricos e teleféricos (metrocable) que tornam o sistema acessível a quem mora na periferia…

Ou conhecer os locais por onde passou “o famoso narcotraficante”, especialmente após o “revival” recente ocasionado pelo seriado Narcos, da Netflix. A série fez ressurgir um interesse turístico sobre o passado sombrio da cidade que muitos colombianos querem esquecer…

E, culturalmente Medellín é uma cidade diferente de todas as outras vistas na Colômbia. Grande parte de sua população é formada por “paisas”, um grupo étnico que surgiu da mistura de judeus espanhóis e bascos, além de indígenas.

Medellín funciona como a capital da região de Antioquia, onde é possível ver essa cultura única, com hábitos diferentes que vão desde o comportamento de seus habitantes à culinária. 

Em abril deste ano, eu tive o privilégio de mediar duas mesas sobre turismo durante o último congresso Smart City Business America, em São Paulo. Após seis edições, foi a primeira vez que o tema fez parte da programação do evento. Nada mais justo, afinal o turismo é uma atividade econômica transformadora, essencial na pauta do planejamento das cidades (inteligentes ou em vias de se alcançarem esse status).

Na verdade, há quase duas décadas tenho me debruçado sobre a questão do planejamento turístico como ferramenta essencial para o desenvolvimento sócio-econômico. Ele é o primeiro passo para que a cidade alcançar a posição de destino empoderado, ou sejam, aquele que toma para si as rédeas do destino turístico. 

Sempre fora um caminho árduo convencer os planejadores sobre a importância de se identificar oportunidades, mapear pontos de interesse, estimular pequenos empreendedores e mais ofertas de serviços, qualificar mão-de-obra, divulgar as atrações. Hoje, o assunto se tornou, felizmente, tema de plataformas políticas: candidatos às próximas eleições gerais estão levando até a população propostas que colocam a atividade turística em destaque.  

O turismo inteligente que dirigentes políticos conectados com a modernidade querem incentivar é aquele que cria empregos, resgata a cidadania, valoriza a cultura e preserva a sustentabilidade. É aquele que convence novas e maduras gerações de que vale a pena usufruir os atrativos regionais, em harmonia com a natureza e a comunidade em seu entorno.

Essas e outras tendências serão apresentadas durante o evento Smart City Business Medellín Congress & Expo, entre os dias 16 e 18 de outubro, na Colômbia. Eu estarei discutindo com profissionais de vários lugares do mundo as mudanças que a tecnologia poderá implementar para trazer mais sustentabilidade, conforto para o turista e bem estar para as comunidade locais.

Também vou conhecer Medellín e contar porque a cidade está “de moda”!