Posts tagged Condado de Polk
CINCO DIAS NA FLÓRIDA CENTRAL - PRIMEIRO DIA!
Icon Orlando - Foto: Victória Bernardes

Icon Orlando - Foto: Victória Bernardes

Uma cidade americana, objeto de desejo entre as famílias brasileiras, que possui shoppings, supermercados, produtos exclusivos e muitos parques de diversão. Já sabe que estou falando de Orlando, né?! Consolidada eminentemente como destino turístico, é o exemplo de que quem não deixa de investir em comunicação, consegue permanecer no topo. Só em 2017 recebeu cerca de 76 milhões de visitantes e 2018 promete ser finalizado com chave de ouro e número recorde.


Um dos principais objetivos deste blog é fornecer dicas e soluções para viajantes experientes, ou como gostamos de dizer, a terceira idade jovem e que já viajou muito, e é por isso que a seguir você não vai descobrir como gastar menos ou aproveitar melhor a Disney. Vamos te apresentar como gastar igual (ou menos) visitando um lugar pertinho, mas muito diferente: A Flórida Central.

Nos Estados Unidos as cidades são separadas por condados, nos moldes das nossas subprefeituras em São Paulo, só que, ao invés de bairros, são pequenas cidades. Entre Tampa e Orlando está o Condado de Polk, uma região rodeada por lagos - mais precisamente 554 e a maioria deles com tranquilos e protegidos moradores que você vai descobrir mais pra frente! O condado é formado pelas cidades: Davenport, Winter Haven, Lake Wales, Lakeland e Haines City.

Mapa do Condado de Polk. Foto:    Florida Counties Map   .

Mapa do Condado de Polk. Foto: Florida Counties Map.

Se você está disposto a gastar para renovar o guarda-roupas ou fazer a alegria da garotada nos parques de Orlando e Tampa, então você tem dinheiro suficiente para fazer um roteiro mais cultural na Flórida. A partir de agora a nossa colaboradora Victória Bernardes, que representou o blog Marketing Places+50 nesta viagem, vai contar para vocês sobre essa aventura!

Eu cheguei no Aeroporto Internacional de Orlando com a Copa Airlines, após aquela famosa paradinha no Panamá para esticar as pernas. Já ouviu falar que ali é um paraíso fiscal? Nem tanto no aeroporto. As lojinhas do free shop são caras e os produtos não são nada de novo sob o sol. É melhor (e mais satisfatório) poupar seus dólares para o destino final!

Já na Flórida, fiquei pelo menos uma hora para poder passar pela imigração do aeroporto que, por sua vez, era bem iluminado. O local onde pousam os aviões é bem distante da saída e onde tem as lojas. Dei uma rodada na loja do Kennedy Space Center, o complexo de visitantes da NASA que… darei mais detalhes nos outros posts dessa viagem incrível!

Loja do Kennedy Space Center no Aeroporto Internacional de Orlando. Foto: Victória Bernardes

Loja do Kennedy Space Center no Aeroporto Internacional de Orlando. Foto: Victória Bernardes

Cheguei por volta das 12h em Orlando e minha primeira refeição em terrinhas norte-americanas foi no Panda Express, um restaurante da praça de alimentação com opções de comida chinesa e direito a biscoitinho da sorte! É provável que não seja a sua primeira vez no país, mas sempre me espanto com o tamanho dos refrigerantes: são no mínimo 500ml e com refil. Vocês aguentam?

Só dá para aproveitar a Flórida de carro. Infelizmente, não se pode contar com calçadas, linhas de ônibus, trens, metrôs, bondinhos, pessoas de bicicleta nas ruas... enfim. É preciso ir preparado para alugar um carro ou disposto a gastar com Uber e Lifty. Os pacotes de viagens nas agências mais famosas já oferecem boas condições para ir com a locação garantida desde o Brasil.

Pé na estrada e próxima parada: a melhor vista de Orlando! Trata-se do Icon Orlando, um centrinho comercial, de entretenimento e lazer com lojas, restaurantes e uma roda-gigante aos moldes da London Eye. Fica exatamente na Internacional Drive, a principal avenida dos EUA, e é uma opção para passar uma tarde prazerosa ou apenas gastar tempo até o check-in do seu hotel.

Cabem até 15 pessoas dentro de uma das cabines da roda-gigante, onde se tem uma visão panorâmica de toda a cidade. Em 22 minutos é possível consultar um tablet com informações dos pontos turísticos visíveis lá de cima, escutar uma playlist com músicas pop e ainda degustar um espumante para brindar a vida, as companhias e Orlando!

O passeio custa USD 29 e é possível fechar pacotes de almoço/jantar nos mais de 30 restaurantes disponíveis no complexo tal como: Outback e o famoso Tapas, sem precisar gastar mais que USD 50.

IMG_4555.JPG

Por ali também ficam: Skeletons - Museu de Osteologia (ossos de animais e humanos), 7D Dark Ride Adventure - jogo de realidade virtual, Arcade City - fliperama, Pearl Express Train - um passeio divertido de trenzinho pelo complexo, Orlando Starflyer - um brinquedo nas alturas, SEA LIFE Orlando - aquário e o famoso museu de cera Madame Tussauds - aqui estão as icônicas réplicas de Justin Bieber, Superman, Mulher Maravilha, Batman, Anne Hathaway, Madonna, Beyoncé, Angelina Jolie e Brad Pitt e mais!

Este primeiro dia foi mais relax e deu para passar em algumas lojas. Uma das primeiras que visitei, que inclusive fazia parte da Icon Orlando, foi da rede de farmácias Wallgreens. Se eu não soubesse que os supermercados possuem preços melhores, já teria feito uma super compra por ali mesmo. É fácil encontrar medicamentos para vender nas gôndolas, assim como vitaminas para os mais diversos fins, shampoos, balinhas, chocolates, produtos de higiene pessoal, produtos infantis...

Visitei o Walmart também, por fim. Esse lugar sim é de enlouquecer! Você encontra tudo o que imagina, inclusive o que tem no Brasil também, mas com preços melhores. Em outubro é época de Halloween, e através dos filmes já dá para ver que os norte-americanos levam a data a sério. Ao vivo e a cores é mais legal ainda! Eu, particularmente, fiz a festa nos sacos de doces e chocolates, que serviram para lembrancinhas de toda a família. E o melhor? Não gastei nem US$ 20.

O jantar foi no já tradicional Harry’s Seafood Bar & Grille, no centro de Lakeland. Antes de entrar no restaurante, deu para dar uma olhadinha ao redor e me encantar com a praça da cidade. Mesmo de noite, o local é todo iluminado e tinham umas pessoas curtindo o clima fresco que estava fazendo. Flórida também é famosa por ter um horário limitado para lojas locais funcionarem, por isso às 20h já era possível sentir falta de carros nas ruas.

Dentro do restaurante o clima era aconchegante. Não sei se era a luz ambiente ou os assentos estofados, mas me sentia em casa. Mais uma vez: se for sua primeira vez nos Estados Unidos, a sensação permanente é de estar dentro dos filmes que já assistiu.

Assim como o nome já diz, Harrys Seafood Bar & Grille oferece muitas opções de frutos do mar, mas há uma oferta especial para os camarões. Para quem tem o sistema digestivo frágil, é necessário pegar leve nas comidas condimentadas. E se eu posso dar uma dica de melhor amiga é: evitem as águas de torneira. Sério! Só não vou dizer para levar água do Brasil….

Aqui eu experimentei o Oreo Beignets, nada mais que um bolinho de chuva recheado com bolacha Oreo. Frito. Desvendou agora o porquê das pessoas voltarem mais, digamos, espaçosas dos EUA? Em geral, eles oferecem e comem porcarias o dia todo.

Oreo-Beignets.jpg

Às 22h já entregando os pontos, estava a caminho da minha “casa americana”, em que eu ficaria por três dias. O local, chamado de Balmoral Resort Florida, fica em Haines City e é um condomínio de casas de aluguel com no mínimo cinco e no máximo oito quartos para hospedar uma família inteira – e mais um pouco! Os valores (que vou atualizar aqui) podem ser tão em conta quanto algumas diárias em hotéis na Orlando.

Aqui, a sensação de estar dentro da nova produção de Donald Petrie permanecia. Chão de carpete fofinho, cama espaçosa, televisão com programas só em inglês e uma ducha deliciosa!

Balmoral entrance.jpg

Tudo isso foi mais do que necessário para relaxar e partir para mais um dia de aventuras.